PARA: Michael Masutha, ministro da Justiça da África do Sul

Faz mais de dez anos que o Departamento de Justiça prometeu aprovar uma lei para proteger pessoas LGBT e outros grupos vulneráveis contra crimes de ódio.

Já chega de esperar.

Exigimos que o projeto de lei contra crimes de ódio da África do Sul seja discutido urgentemente.

Esta campanha terminou.

Siga a gente no Facebook e no Twitter para receber atualizações sobre nossas campanhas atuais.

Atualização– Mar. 15, 2017: Excelentes notícias na África do Sul! Depois de 10 anos de espera o projeto da Lei Contra Crimes de Ódio foi enviado ao Parlamento!

Essa é uma vitória muito importante para nossos parceiros do Hate Crimes Working Group e para tantos outros ativistas da África do Sul, que há anos pressionam o governo sul-africano para tomar uma atitude contra os crimes de ódio no país.

Ainda temos uma longa jornada pela frente, mas com a sua ajuda a All Out continuará apoiando nossos parceiros da África do Sul em sua luta para exigir que o projeto se torne uma lei.

----------------

Crimes de ódio contra pessoas LGBT são comuns na África do Sul, mas os criminosos quase nunca são punidos.

Já faz dez anos que o Departamento de Justiça da África do Sul promete aprovar uma lei para proteger pessoas LGBT e outros grupos vulneráveis contra crimes de ódio. O projeto está pronto, mas o ministro da Justiça, Michael Masutha, não acha que discutir a lei no Parlamento é uma prioridade.

Assine a petição e peça para as autoridades sul-africanas aprovarem o projeto de lei.

Esta campanha é realizada em parceria com Hate Crimes Working Group – África do Sul.

Publicado em 8 de fevereiro de 2018. 

Essa é uma campanha da All Out Action Fund, organização sem fins lucrativos, registrada na categoria 501(c)(4) da Receita Federal dos Estados Unidos.