Objetivo

assinaram

0

Para: Líderes da União Europeia

Famílias do mesmo sexo deixam frequentemente de ser consideradas como famílias assim que entram num país diferente da União Europeia – porque não há uma estrutura legal geral que permita reconhecer estes casais e as suas crianças além-fronteiras.

Apelamos à sua participação nesta situação, de modo a assegurar o reconhecimento mútuo para famílias do mesmo sexo, onde quer que elas se encontrem.

Veja «Invisible Parents», uma curta-metragem realizada por Mike Buonaiuto.

Publicado a 7 de janeiro: Para milhares de crianças na União Europeia, atravessar fronteiras pode significar que estão por sua conta. A razão é simples: quando passam de um país para outro, seus pais ou mães deixam de ser reconhecidos como os seus pais verdadeiros – apenas por serem do mesmo sexo.

Não quer assinar e dizer aos líderes da União Europeia que as famílias do mesmo sexo são famílias, independentemente do país em que se encontram?

Além disso, se faz parte de uma «família invisível», com ou sem filhos, por favor partilhe a sua história connosco. Precisamos de exemplos reais para mostrar aos líderes da UE que o problema é crítico. Por favor, envie-nos a sua história carregando aqui – podemos manter a sua informação anónima.

Essa é uma campanha da All Out Action Fund, organização sem fins lucrativos, registrada na categoria 501(c)(4) da Receita Federal dos Estados Unidos.